Link Grupos privativos e FIT

Irã

Língua: Persa

Moeda: Rial Iraniano

Visto: Visto de turista exigido para Brasileiros.

Vacinas: Não é necessário nenhuma vacina

Clima

O Irã tem um clima continental deserto/seco. Todo o Irã é árido ou semi-árido, exceto na costa do Mar Cáspio, onde o clima subtropical domina. No noroeste, os invernos são frios, com fortes nevascas e temperaturas congelantes em dezembro e janeiro. A primavera e o verão são relativamente amenos, enquanto os verões são secos e quentes. No sul, os invernos são amenos e os verões são muito quentes, com temperatura média diária em julho acima de 38 ° C. Na planície de Juzestán, o calor do verão é acompanhado por alta umidade.

A melhor época para visitar o Irá é de março a maio e de setembro a outubro — assim você evita o calor sufocante do verão e o inverno rigoroso com estradas bloqueadas por neve. No entanto, por ser alta temporada, os preços estarão mais altos, especialmente em abril.

Cultura

A cultura do Irã é uma mistura entre a cultura pré-islâmica e a cultura islâmica. A cultura iraniana provavelmente se originou na Ásia Central, tendo sua origem na cultura Andronovo 2000 a. C. A cultura iraniana há muito tempo ocupa um lugar preponderante na cultura do Oriente Médio e da Ásia Central, com o persa considerado a língua dos intelectuais por grande parte do II milênio. Durante a era sassânida, o Irã influenciou consideravelmente a cultura chinesa, a Índia e a civilização romana. Essa influência teve um papel de destaque na formação da arte medieval de asiáticos e europeus. Essa influência se expandiu no mundo islâmico. Muito do que mais tarde ficou conhecido como aprendizado islâmico, como filologia, literatura, jurisprudência, filosofia, medicina, arquitetura e ciência, baseia-se em algumas das práticas adotadas pelos sasanídeos e persas. As roupas no Irã são conservadoras, as mulheres precisam usar véus e os homens não podem fazer tarefas domésticas.

Gastronomia

A cozinha persa é uma das mais ricas do mundo. Localizado no leste e oeste da Ásia, o estilo culinário iraniano é aplicável apenas ao Irã, embora historicamente tenha sido muito influenciado pelos arredores do Irã e pelas regiões que conquistou em vários estágios ao longo de sua história. Ervas verdes frescas são freqüentemente usadas junto com frutas como ameixas, romãs, marmelos, ameixas, damascos e passas. Os pratos principais típicos persas são uma combinação de arroz com carne, cordeiro, frango ou peixe e cebola, legumes, nozes e ervas. Para obter um sabor equilibrado, aromas persas característicos, como açafrão, limão seco, canela, salsa se misturam delicadamente.

Principais Cidades

Teerã

Teerã é a capital do Irã. Está localizado no norte do país, em um planalto, no sopé das montanhas Alborz. É uma das maiores e mais importantes cidades do Irã e do Oriente Médio. É o centro político e econômico da nação. Mais da metade das indústrias do país estão concentradas nele, entre as quais têxteis, açúcar, cimento e automóveis. É o centro do comércio de tapetes. Também possui refinarias de petróleo. É uma cidade cosmopolita, com museus, parques, ótimos restaurantes e pessoas amigáveis.

Isfahán

Isfahan é a terceira cidade do Irã. É uma das cidades mais bonitas do Irã e do mundo. Foi a antiga capital da Pérsia de 1598 a 1722 e é famosa por seus tapetes finos e filigrana de prata. Hoje as fábricas de aço e têxteis dominam seu lugar. Sua arquitetura, suas avenidas arborizadas e seu ritmo relaxado fazem dele um dos encantos de todas as cidades iranianas. A Praça Naghsh-i Jahan foi declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco, que também tem o palácio de Chehel Sotún como parte da tradição do jardim persa. A cidade também possui uma extensa variedade de locais construídos entre os séculos XI e XIX, onde você pode apreciar a arquitetura islâmica

Shiraz

Shiraz é uma cidade localizada no sudoeste do Irã, na província de Fars. Foi a capital da Pérsia durante a dinastia Zand entre 1750 e 1794. É conhecida como a capital da poesia, vinho, rosas e vaga-lumes. É também a origem de um dos melhores vinhos do mundo chamado Syrah e é conhecida como a cidade dos jardins.

Perséolis

Persépolis, a cidade dos persas, foi a capital do Império Persa durante a era aquemênida. Está localizado a cerca de 50 km fora de Shiraz. Sua construção, iniciada por Darío I, continuou por mais de dois séculos, até a conquista do Império Persa por Alexandre, o Grande. Em 1979, foi declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Hoje exemplifica a arquitetura aquemênida.

Orçamento

Autenticação